Antes da criação temos a Destruição.
 
PortalInícioRegistrar-seConectar-seFAQBuscar

Compartilhe | 
 

 T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
AutorMensagem
Blood Ice
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 421
Data de inscrição : 19/08/2013
Idade : 26

Suprema Card
Nome Civil: Hugh Irenia
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Seg Maio 25, 2015 5:11 pm

Após o golpe de todos fico sem nenhuma reação, o que me causa estranho desagrado.

Enfim a luta chega ao final, Pzel ira cair e sua nova igreja cheia de mortes também.


Com estou cansado, uso toda minha força único ataque, me coloco na atrás de Pzel e aproveito com a fúria de Titan e ataco Pzel pelas costas com a força que me resta.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Tigre
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 93
Data de inscrição : 22/03/2015
Localização : Indeterminado

Suprema Card
Nome Civil:
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Seg Maio 25, 2015 11:45 pm

Sigo devorando o cardeal já morto, o sangue dele tinha um gosto diferente, um gosto que eu não sabia identificar. Já havia devorado humanos antes - não gosto de lembrar - e o gosto não era esse.

Enquanto devorava, ia emitindo rosnados e alguns grunhidos. Não estava sequer ouvindo ou vendo o que estava acontecendo ao meu redor, estava focado naquele local exatamente. Mas acabei também ouvindo a voz na cabeça. Não soube identificar o que era, talvez por não saber mesmo, até que me virei e vi a cena de longe. Vi todos frente ao carinha demoníaco, e o vi caído. A voz na minha cabeça talvez fosse dele, mas no meu estado eu não conseguia compreender o que era falado.

Mesmo assim, me mantenho longe, e deixo os outros atacarem. Na minha mente animalizada, aquela caça era dos outros, não minha. No entanto, os resquícios de racionalidade humana que restavam eram suficientes para me fazer bolar um plano. Atento com minha audição aguçada, estava pronto para me transformar num guepardo e correr no máximo de velocidade que conseguisse na direção do chefão. Novamente, usando o mesmo plano, pretendo saltar contra o peito dele (ou dela, não estou conseguindo perceber se é homem ou mulher Suspect ) virando um tigre completo no processo. A força talvez fosse o suficiente para acabar com aquilo tudo. Mas só funcionaria se eles conseguissem fazer nosso adversário cair. Meu ataque teria que ser o último. E nessa hora, antes de correr, me veio uma breve memória na mente:

Spoiler:
 

No entanto, mesmo tendo essa memória, não conseguia entender. Será possível que... Minha memória... Oh...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Suporte
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 296
Data de inscrição : 11/10/2013

Suprema Card
Nome Civil: John Mycroft
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Ter Maio 26, 2015 1:04 am

Eu posso perceber meu corpo se esgotando. Sentir as gotas de suor descerem, revelando que meu limite físico e mental deveria está próximo. A adrenalina me mantem vivo, sem ceder ao cansaço que está querendo me abraçar constantemente. Meus olhos assistem e minha mente senti enquanto os Acordados estão em funcionamento, disparando e mutilando seu alvo friamente. Exatamente como foi ordenando, precisamente como ordenei.
Os sons, os indícios decai aonde piso. O vermelho de sua cabeça é derramado e seu cadáver torna - se apenas um elemento da totalidade. Um individuo, massacrado indiretamente pelos tiros que minha causalidade deu. O robôs, uma prova de como me tornei manipulador ao longo dos anos, deveriam continuar com a matança. Era isso que sua lógica dizia, era essa ação que os programei para fazer. E, entretanto, o esperável recusou - se ao acontecer. Eu podia sentir seus sistemas, seus códigos binários travando seu alvo. Por quando, em seu ultimo instante, o ataque ao fator primário da expressão foi negado. Minha pessoa, caladamente, tem suas teorias vivendo em minha cabeça e coexistindo com a movimentação sucessiva desse tabuleiro.
* Fascinante. O comando não foi terminado. Em outras palavras, as maquinas não foram capaz de ligar ou obedecer sua diretriz. Esse efeito, logicamente teve sua causa. E, ao meu ver, é mais propenso ter se originado de três cenários distintos: O alvo, presumindo que seu rosto real nunca estivesse registrados, causando assim o desconhecimento de associação com a ordem oferecida. Em uma segunda possibilidade, ainda que devo admitir ser a menos provável, é o que o mesmo não participe de forma legitima desta organização. Em uma terceira opção, possuo supor que o mesmo reproduziu meus poderes e os utilizou para garantir sua sobrevivência. Mas, devo ressaltar, isso seria taticamente ilógico. Se o mesmo tivesse copiado minha habilidade, o mais racional seria eliminar os Acordados da soma, evitando assim perdas em suas fileiras. Porém, hipoteticamente falando, se este ultimo cenário citado fosse um fato, significaria que, potencialmente, não haveria uma distância segura contra suas capacidades. Por quando, excluindo o hipotético, haveria uma que eu poderia deduzir: Primeiramente, eu desacredito na suposição que a ameaça enfrentada seja capaz de reproduzir diversos poderes simultaneamente. Caso o contrário, esse embate já deveria ter seu desfecho. *      
O meu pensamento termina e outro se inicia segundos após. Palavras que não são minha ecoam pela minha mente, Clamado, em minha percepção, com emoção e víeis que beira a um tom de ameaça. Entretanto, eu duvido que ele não seja um ser de frases vazias. Logo eu não o esculto mais, deixando apenas os números sufocando meu consciente. Eu sigo com meus olhos, querendo observar o movimentos das peças neste xadrez. Mesmo limitando - se ao papel de um simples expectador, eu tinha ciência de como isso deveria encerrar - se. Eu sabia o que os caminhos lógicos diziam em meus ouvidos.
Eu não almejava ouvir seus termos e noções. Embora, eu os ouvi. Acredite, ainda que eu fosse um racional, era inegável minha resistência a esta atitude.  Esse ato não era novidade para minhas mãos e era exatamente isso que me impedia de comete - lo no agora. A ambição de não ter meus dedos ensaguentados novamente. Porém, eu sabia que essa era a única solução permanente. Eu sabia que, talvez, entregar - me e ceder - me a insanidade de minha verdadeira natureza, fosse o único meio para eliminar, em sua totalidade. as conseqüências que verão com o arcebispo na atualidade e no futuro potencialmente. Antes de iniciar meu pensamento mais profundo, viso proteger minha mente contra invasões, visando levantar as defesas de minha Cyber Mente ao máximo.
* Teoricamente, acredito que seus poderes precisariam de um intervalo entre eles. Exemplificando, um período A (Uso do poder x) Necessidade de um pequeno espaço de tempo, intervalo, antes de reproduzir o poder y no período B. Tendo isso como premissa, eu poderia utilizar o intervalo entre a troca de poderes para atacar. Como os Cardeias, mirar precisamente na cabeça do alvo enquanto o mesmo vivência o chamado intervalo. Impedindo, em tese sua regeneração e, por causalidade, ocasionado em sua mortalidade. Entretanto, há uma diferença, enquanto sou culpado de todos os meus crimes, Está é a primeira grande situação que planejo, diretamente, a morte de um ser humano. Pode me chamar de hipócrita. Mas, isso pesa em minha própria natureza e sua definição.*      
Com essa estratégia em mente, focadamente e caladamente, iria inicialmente visar, rapidamente, fortalecer o traje do gênio e suas funções temporariamente. Esperando que tal ação pudesse ter potencial de auxilia - ló. Em seguida, friamente iria me concentrar no sistema dos Acordados. Tentando, calmamente e detalhadamente,  comandar - lós para atacar o Arcebispo apenas, quando o mesmo estivesse ocupado lançando sua ofensiva contra os demais. Neste plano, nesse exato momento que o alvo tivesse concentrado atacando os demais, visaria comandar os Acordados e daria a seguinte ordem: Quando Arcebispo estivesse no ataque, os Acordados iriam, em sua máxima velocidade e destreza, cerca - ló. Usando sua precisão e tempo de reação, enquanto o estivesse cercando, visariam lançar todo o resto de sua munição na direção da cabeça, até que a mesma estivesse praticamente explodida. O importante dessa ordem seria: O comando, deverá ser executado em um instante enquanto o alvo estivesse atacando, com o intuito estrito de deixa - ló sem reação.
Com isso, apenas esperaria e observaria com um olhar sério e introspectivo. Tendo o conhecimento que as iscas de minha estratégia.
* Eu não sou um herói. Por mais que meus atos aqui possam ser mal - interpretados, meu objetivo não é a maldade. Por mais que Kim e minha família possam desaprovar minha ideia. Paradoxalmente, é minha irracionalidade que é a resposta de racionalidade do momento. Eu não terei mais sangue de inocentes em minhas mãos. Pois, acredito que eliminá - ló da equação, é a forma de evitar que, por ele está vivo, mais vermelho entre os meus dedos. Bom, o vermelho desmerecido... Peculiar ainda é o fato que, ao falar em minha mente, o mesmo provou - se ser telepata. Ou seja, ou teve a chance de copiar os Poderes de Hagi ou o mesmo seria capaz de acessar poderes conquistados anteriormente e reproduzi - lós. *    
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gadget
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 526
Data de inscrição : 18/08/2013
Idade : 29

Suprema Card
Nome Civil: Peter Heinz
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Ter Maio 26, 2015 9:37 am

A situação ganha um novo rumo, e vejo Titan iniciando o ataque, seguido de Blood Ice, já que estou ao menos com as funções básicas ativas, programo um dos nanobots para invadir um dos guardiões destruídos, este sera minha reserva de peças, caso eu precise de reparos mais intensos ou ate mesmo de uma nova armadura. Absorvo a energia que consigo armazenar sem forçar demais o traje.

Agradeço pela ajuda John !

*Pzel é um tanto....melhor não pensar, depois de Gregório não me questiono mais sobre os escolhidos da igreja*


Nero vai agir como o esperando sendo um trator, Theo está em fúria e não deve ser uma peça muito boa e logica na somatória, já Hugh fara um ataque na direção contrária a de Nero, John deve manter a sua distancia e silencio esperado. Ótimo como eu gosto uma etapa para elaborar um bom plano e para este plano ser totalmente efetivo a manobra de Theo sera fundamental, são raras as ocasiões que eu a uso, para falar a verdade acho que nunca usei em campo de batalha fora apertar parafusos

Theo, será que um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar ?

Saco minha faca de caça e a jogo fazendo um calculo de trajetória para que fique em um momento exato encima de Pzel onde espero que ele a use como um catalizador e acerte um raio na cabeça do religioso. Então passo para um dos flancos atirando contra Pzel.

_________________
ITENS:
 



A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Spark
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 302
Data de inscrição : 30/11/2013

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Ter Maio 26, 2015 10:23 am

Caio de joelhos após o golpe, sinto meu corpo cansado, é natural após extravasar a raiva que sinto, olho ao meu redor, após ver o corpo de Pzel ao chão, e vejo meus companheiros, todos eles se esforçaram em seu máximo, Suprema, Treze, Bronson, Constructor e Don ficariam orgulhosos de nós...

Olho então para Gárgula, nessas horas ele sempre dos diz coisas estranhas, então noto seus lábios rochosos não emitirem ruído, estria eu ainda sob o efeito de minha raiva? Decido olhar para o inimigo a pouco abatido, e para meu espanto ele estava de pé, seu rosto enfim descoberto nos mostra uma face que condiz com sua voz totalmente andrógena. A fúria me ataca novamente, me levanto e só então percebo que não ouso nenhum som ao meu redor e nesse instante tudo parece em câmera lenta.

Todos os meus companheiros se põem em posição de ataque, enquanto escuto as palavras de Pzel em minha cabeça.

*-Hora seu merda, parece que não aprendeu, você só sairá daqui morto!*

Titan, Tigre e Blood partem em ataques combinados, não posso atacar diretamente, pois assim atingiria um dos nossos, e no momento não podemos nos dar a esse luxo, de relance vejo que Gadget tenta se comunicar comigo, porém não consigo saber o que ele pretende me passar, e então ele atira sua faca, espere...

Sua faca, ele nunca a utiliza, não em combate, deve estar desesperado pela vitória, decido soltar um raio intermitente contra a faca de Gadget, e utiliza-la com a minha manipulação de metais.

Literalmente segurando meus raios intermitentes, faço com que a faca arremessada de a volta sobre o meu eixo para que pegue velocidade e então a arremesso aumentando a sua força de impacto, miro contra a barra de ferro que atravessa Pzel, e espero que ao contato das duas desencadeie uma poderosa descarga que o frite de dentro para fora.

*-Pega essa!*

_________________
Ficha Herói:
 


Imagem:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Krisys
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 241
Data de inscrição : 24/06/2014
Idade : 20

Suprema Card
Nome Civil: Kisen Kiya
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Ter Maio 26, 2015 10:35 am

Então os planos deram certo, e o senhor Nero me avisa por computador de pulso uma nova ideia, respondo a ele

ok

Antes que ele parta para o ataque vou com altíssima velocidade e pego o senhor Humberto e o levo para o local mais distante e seguro que conseguir, repassando as coordenadas para Jinx caso ela precise chegar aqui, pensando na logica que Pzel absorve poderes devo retirar todos os desacordados do local, afinal cada poder extra pode ser uma desvantagem a mais para nosso grupo.

Jinx já retirou a senhorita Celine ?

Aguardo a resposta de Jinx
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jinx
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 119
Data de inscrição : 11/08/2014
Idade : 19

Suprema Card
Nome Civil: Giovanna Marcelly
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Qui Maio 28, 2015 3:49 pm

Com a ajuda de Kiya, consigo sair do colar de gelo que me sufocava, mas ainda não tinha acabado. Titan nos diz sobre não podermos fazer nada além de ajudar os dois "reféns".

*-Obrigada por jogar na cara...*

Estava cansada fisicamente e principalmente mentalmente, e por um segundo penso em deixar Celine e Humberto nas mãos de Krisys, mas ela apenas leva o homem para longe, deixando sua acompanhante para mim.

-Parece que não né.

Sigo suas coordenadas, criando um portal para minha saída lá e outro em minha frente, então seguro o pulso de Celine e pergunto se ela está pronta, mas entro no portal mais próximo antes de sua resposta, voltando logo em seguida.

_________________
Mudei de novo sim! E se reclamar mudo outra vez <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bugarski
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 637
Data de inscrição : 15/08/2013

Suprema Card
Nome Civil: Jones Statäinhoffen
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Qui Maio 28, 2015 10:26 pm

Sydney, Austrália

As ruas da cidade australiana estão tomadas por uma multidão da mais complexa diversidade. Cartazes e bandeira pró-mutantes, imagens de mutantes famosos e músicas de protesto são levantadas e entoadas sem que nenhuma autoridade arrisca se opor á manifestação.

Lisboa, Portugal

A cidade destruída há tempos perde seu aspecto fúnebre neste momento. Homens e mulheres mutantes se mostram após um longo período se escondendo devido a intensa descriminação. Demonstrando suas habilidades sem o menor medo da exposição, os mutantes se unem pela liberdade de sua raça.

A bandeira da extinta All Star Team tremula ao meio da multidão mutante, representando a influência inegável.

Londres, Inglaterra

Em frente ao famoso Big Ben, um telão mostra a batalha na Bulgária, intercalada com momentos da Conferência. Uma multidão se aglomera assistindo enquanto escutam os comentários do jornalista local, Clive Sheppard:

**-Enquanto perguntávamos sobre o problema dos mutantes; enquanto nos sentíamos oprimidos pelas habilidades fantásticas deles, esquecíamos de perguntar: E nós, homo sapiens sapiens? Não somos um mal?**

Tóquio, Japão

Japoneses assistem perplexos em suas residências à batalha e à conferência. Na transmissão nipônica dois jornalistas renomados no país – Takezo Ushima e Kakatsu Kempo – conversam:

**- O pior é saber que tudo isso é culpa nossa!**

**-Com certeza Takezo. Fomos nós que criamos os heróis, os vilões, os mitos. Fizemos dos mutantes nossos animais.**

**- E criamos nosso zoológico, Kakatsu. Quando bem queríamos trocávamos nossas atrações.**


Jerusalém, Israel

Focos de aglomerações usando camisas e bonés da famosa All Star Team colorem as ruas israelitas. Todos se concentram nos televisores que reproduzem a guerra em tempo real, nas mais variadas localidades. O grito nas ruas é o mesmo, em todos os blocos:

**-Avante Mutantes!**

Cidade de Teenimac, Teenimac

A população se reúne na praça central onde há uma projeção holográfica da batalha. Alto-falantes circundam a praça, sintonizando uma rádio que acompanha a conferência integralmente. Enquanto assistem a batalha, a população de Teenimac escuta a voz de Bugarski, discursando:

- Sempre foi assim. A humanidade se curvava aos mutantes quando suas forças não eram suficientes. Os mutantes auxiliavam e logo após eram excluídos, execrados e assassinados. Diziam que os mutantes eram uma ameaça à vida humana. Mas e os humanos? Não são uma ameaça à vida mutante. Eu, como mutante, sei bem o que falo! Passamos tempo demais à margem, oprimidos, humilhados, sendo obrigados a nos esconder. Mas eu lhes digo: não mais! Para todos eu também afirmo: nunca mais passaremos por isso! Mutantes! Saiam da escuridão, se apresentem ao mundo! E ao se esqueçam de ter orgulho de afirmarem sua mutação. Levantem e digam: Sou um mutante!

Cidade Subterrânea, Belo Horizonte, Brasil

Hack e seus companheiros do esgoto assistem via TV a conferencia. O gênio diz:

-Ele é mesmo um Statainhoffen... Bronson deve estar orgulhoso de seu filho.

Hack se vira, de pé, para seus comandados e proclama:

-Já chega de nos escondermos! O jovem Statainhoffen está certo. Vamos a superfície nos mostrar!

Os estranhos mutantes se erguem à superfície de Belo Horizonte, tomando-as. Em pouco tempo mais mutantes se juntam a eles numa caminhada até o desativado INACAM.

Stara Zagora, Bulgária

Pzel, usando os poderes de Hagi, desativa o sentido da audição de todos, exceto Gárgula. Alguns tentam falar,inutilmente, já que ninguém é capaz de escutar.

Na contramão deste ato impensado, Titan, o menos pensante de todos, mas até então o mais sensato desta batalha, envia uma mensagem digitada em seu computador de pulso, para Krisys e Jinx. As duas seguem as orientações com Krisys retirando Hagi do campo de batalha e Jinx retirando Celine.

O ato de Krisys acaba fazendo com que a audição retorne aos ouvidos de todos o que é extremamente desagradável. O mais afetado é Tigre que se desorienta com a audição reestabelecida. Acostumado a ouvir demais, o retorno da audição é como se recebesse uma pancada forte em seus tímpanos, impedindo o seu ímpeto.

Suporte amplia as capacidades do traje de Gadget e inicia com sua manipulação uma nova diretriz para os Acordados.O seu ato final não é muito bem sucedido por duas variáveis: a perna quebrada não consegue se sustentar e a dor aflingida por ela acaba se esgueirando por entre a Cyber Mente, fugindo de seu “arquivamento” e atingido outras “pastas; o segundo fator é o conflito informativo entre patente, já que Pzel não é um arcebispo, impedindo que os Acordados sigam com seu objetivo.

Titan parte para sua tradicional ofensiva usando seu boxe. Seus golpes vão acertando Pzel que retoma a utilização do poder de Titan. Logo, o Dempsey Roll vai sendo desenhado enquanto Blood Ice consegue se aproximar às costas de Pzel, acertando golpes de gelo na traseira do oponente. Com isto o vácuo gerado pelo golpe de Titan acerta e machuca gravemente Pzel.

Gadget, agradecido a Suporte, pensa em uma forma de unir sua habilidade com Spark. Com uma idéia surgida rapidamente, Peter arremessa sua faca contra Pzel e Spark a manipula com sua condução metálica, fazendo com que a faca dê a volta sob seu eixo para ganhar velocidade. Spark mira a barra de ferro que atravessa Pzel e o contato da faca eletrificada à barra de ferro eletrocuta o vilão. Cena é desesperadora, com Pzel sendo literalmente frito.

- Eu já disse para pararem de atacar, seus burros! – afirma Gárgula apontando seu dedo indicador para Pzel(de três dedos que ele possui, escolha o indicador).

Todos podem ver que Pzel não possui consciência, mas sua energia transborda. Titan vai ter a chance de ver pela primeira vez o que é o Berserk. Imitando a habilidade de Titan, Pzel, quase a beira da morte consegue entrar em estado de frenesi, iniciando uma corrida contra Vulpine, Kaboom e Nexus, derrubando-os de imediato, desmaiando-os e deixando-os a beira da morte. Não obstante, Pzel pega com a maior facilidade Tremor, batendo-o contra Damiani, como se fosse um tacape. A força impressionante do frenesi não chega a matar nenhum dos dois, mas eles já não são mais números nesta equação.

Pzel se vira contra os que restam na batalha e inicia uma nova investida, pegando asfalto e elevando-o enquanto corre contra Spark.



OBS: - As postagens deverão ser efetuadas até as 16:00hs de s[abado, dia 30-05
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tigre
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 93
Data de inscrição : 22/03/2015
Localização : Indeterminado

Suprema Card
Nome Civil:
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Qui Maio 28, 2015 11:20 pm

- YEEARGHHH - solto um urro, caindo na hora.

Não havia percebido que minha audição tinha sumido, apenas notei no momento em que ela voltou. Um baque sônico nos meus tímpanos acabou me derrubando. Fiquei inclusive meio sem saber o que fazer, perdi todo o senso de direção por um tempo.

- RRRRAAARGHHH - coloco minhas duas mãos nos ouvidos, respirando rápido. Sentia um pouco de sangue escorrer pelos meus pelos.

Ainda bem que minha audição, aos poucos, foi sendo restabelecida. Ainda estava ofegante, e estava um pouco zonzo, inclusive perdendo um pouco o equilíbrio quando me levantei. O sangue escorreu a ponto de manchar os pelos da minha barriga e das minhas pernas. Eu estava com várias manchas de sangue pelo corpo, sobretudo na região das garras e das presas. Estava ofegante, tentando manter meu equilíbrio. Até que ouço o que aquele carinha de pedra diz.

"É claro, como não percebi? A energia maléfica que ele emana é forte demais... Ao ponto de eu senti-la" - penso, olhando para nosso inimigo.

Num movimento estranho, eu me ergo, imponente, e cruzo os braços. Ainda estou muito nervoso e estressado, mas um pouco consciente. Falo com toda a potência que minha voz tem, para todos ouvirem.

- Eu não vou atacar mais. Não quero colocar minhas garras ou minhas presas nessa energia demoníaca - digo, parado.

Obviamente, se eu for atacado, pretendo me esquivar usando minha agilidade felina. Mas não farei ataque algum. Se o cara de pedra diz isso, acho que deve ter algum motivo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Titan
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 470
Data de inscrição : 11/08/2013
Idade : 28

Suprema Card
Nome Civil: Nero
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Sex Maio 29, 2015 12:47 pm

Titan após ver o ataque contra Pzel ser bem sucedido percebe Gargula falar algo

-Malz ai mestre mas estava surdo presente da habilidade do Hagi so pode huahuaha

Então Titan vê algo ate então novo para ele, Pzel entrar em Berserk

-Filho da puta era a min que você estava copiando justo nessa hora merda viu.

É a primeira vez que vejo isso e na boa malz ai gente huahuahua


Titan ve Pzel atacar o grupo antes que pudesse fazer qualquer coisa

-Merda eu sobrevivi ao Fim para perder para um lixo religioso feito esse cara, não mesmo ele é merda perto do Fim.

Titan olha em volta e fala alto para todos ouvirem

-Sem o Jones aqui eu vou garantir nossa vitória mesmo que eu me acabe, quem está comigo nessa? .
Essa luta não é mais por nós,mais sim pela glória mutante,pelo nosso alvorecer então não cruzem os braços
*por isso prefiro cachorro, gato covarde*
lutem pelo amanhã, lutem por Teenimac


Quando Titan ve Pzel correr em direção a Spark ele começa a fazer o mesmo movimento em direção a Pzel elevando o asfalto em direção ao inimigo para tromba nele com a maior força que conseguir e começa a aplicar golpes contra Pzel.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Spark
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 302
Data de inscrição : 30/11/2013

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Sab Maio 30, 2015 11:16 am

OS golpes se conectam bem, mesmo sem que nos comuniquemos adequadamente, minha audição volta e com ela as palavras de Gárgula.

Então o que parece o ápice da luta tem seu início. Alguns tombam, outros sem mostram envoltos por um sentimento único, uma causa única.

Pzel vem em minha direção, recentemente eu me tornei um alvo apreciado por vilões, salto para o lado tentando evitar o choque com o descontrolado, presente de Titan, Pzel. Vejo ainda que Titan vem com uma "onda" de asfalto para derrubar o oponente e em seguida parte contra ele.

-Titan, não o ataque, temos que segurá-lo, por mais forte e descontrolado que ele esteja, você sabe mais do que ninguém que esse estado é passageiro e bem rápido! Se enrolarmos ele vai estar morto em segundos! _ Digo tentando evitar que os outros ataquem.

Corro contra Pzel em alta velocidade par enrolá-lo em seu próprio manto, o deixando "atrasado".

_________________
Ficha Herói:
 


Imagem:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gadget
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 526
Data de inscrição : 18/08/2013
Idade : 29

Suprema Card
Nome Civil: Peter Heinz
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Sab Maio 30, 2015 7:20 pm

Acho que o fim de Pzel está próximo, o berserk é algo preocupante aproveito que o traje voltou a funcionar ( basicamente) e faço um voo simples apenas para não ficar no caminho do ataque furioso do inimigo. No alto reativo meu canhão e a absorção de energia solar, apenas para começar com um disparo de gelo que visa apenas dificultar a locomoção de meu alvo, sem que lhe cause grandes problemas.

E mais um cenário apocalíptico entra pra história

_________________
ITENS:
 



A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Krisys
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 241
Data de inscrição : 24/06/2014
Idade : 20

Suprema Card
Nome Civil: Kisen Kiya
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Sab Maio 30, 2015 7:21 pm

Apos ter retirado o senhor Humberto volto para o local da luta a tempo de ver mais cinco de nos sendo tirados do combate e veja só minha utilidade obvia aqui, não deixar os já apagados morrer, então uso minha velocidade de forma extrema para retirar a senhorita Esther afinal ela tem uma filha para criar, repito o processo me esquivando rapidamente dos destroços e removendo Vulpine, vou repetindo o processo até que todos os desacordados estejam fora de perigo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jinx
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 119
Data de inscrição : 11/08/2014
Idade : 19

Suprema Card
Nome Civil: Giovanna Marcelly
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Sab Maio 30, 2015 9:42 pm

Estava mais do que pronta para voltar a me sentir como merda quando Spark comenta sobre apenas precisarmos retardar os movimentos de Pzel, um sorriso se forma em meu rosto involuntariamente e logo crio vários discos ao mesmo tempo, pronta para usá-los.

Já havia feito aquilo antes, mas dessa vez iria ter certeza de faze-lo de forma mais eficaz. Assim que o inimigo tentasse atacar alguém, eu simplesmente jogaria um de meus discos a sua frente e o expandiria, fazendo um portal refletor.

_________________
Mudei de novo sim! E se reclamar mudo outra vez <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Suporte
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 296
Data de inscrição : 11/10/2013

Suprema Card
Nome Civil: John Mycroft
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Dom Maio 31, 2015 2:03 am

Eu, antes, nada poderia ouvir. Ficando apenas confiando em meus olhos, vendo silenciosamente o desenrolar dos acontecimentos. Sem demonstrações que fossem além da introspecção, somente um olhar frio seguindo e assistindo a causalidade desde combate. Mesmo perante minha aparente e real falha estratégica em meu curso de ação, as reações emocionais mostram - se uma escassez em minha expressão.
* Respire. Respire... A dor, enquanto fator, é inviável de evitar. Entretanto, como seu efeito, o sofrimento não é...*
Eu viso fazer - me isso. Encher meus pulmões de ar de uma maneira sutil, em seguida, expirar e aspirar o oxigênio novamente. Em palavras mais diretas, viso controlar minha respiração, em uma tentativa, de concentrar meu pensamentos somente nessa atividade por alguns instantes. Em um obvio intuito de tentar, naturalmente, limpar minha mente e direcionar o meu foco para um pensamento mais prático:
* Respire, Concentre. A perna quebrada é limitadamente um elemento na soma, um que, em tese, é capaz de ser movido e arquivado como deveria se encontrar. Sobre a tática que devo adotar, acredito que uma mais sutil conquiste uma resposta mais favorável. Utilizando - me de outros recursos para retardar a ameaça. *
O tempo é meu aliado. Após a tentativa de limpar minha mente naturalmente, viso partir para um ato diferente: Visar mover e eliminar qualquer dor ou desvantagem que esteja, psicologicamente, ligado a minha perna quebrada de minha Cyber Mente. Em seguida, nesse mesmo processo, tento arquivar, temporariamente, da Cyber Mente qualquer emoção ou sentimento que possa declinar ou está declinando a concentração direcionada aos meus poderes.
Aproveitando - me desta primeira etapa, iria continuar meu movimento neste xadrez, tentando usar minhas habilidades com o objetivo de comandar os Acordados: Nesse turno, iria dar-lhes a ordem de manter - se afastados de Pzel, Limitando os mesmos a atacarem somente com suas armas de longa distância e mirarem exclusivamente nas proximidades do inimigo, esperando que seus disparos o fizesse recuar, sem ter que atingi - ló diretamente.
Usando - me dessa manobra, teoricamente, como distração, iria iniciar o verdadeiro passo de minha tática: Focadamente iria, usar - me da manipulação hormonal. Então, calmamente e cautelosamente, tentaria utilizar esse poder somente contra Pzel: Tentando, de maneira friamente calculada, produzir, com minhas habilidades, uma diminuição na adrenalina do alvo, visando inibir qualquer hormônio que o auxiliasse em manter - ló sem sentir dor ou fadiga. Em seguida, para tentar acalmá - ló e retarda - ló, iria, objetivamente, visar (Com a Manipulação Hormonal\ Feromônios) incentivar, massivamente, sonolência no alvo. Esperando que essa atitude possa afetar o seu desempenho motor, diminuir seu tempo de reação, percepção sensorial consideravelmente ou até mesmo, embora seja improvável, deixá - ló inconsciente.
* Em uma nota lateral, devo depois refletir um pouco sobre esta partida. Acredito que possa haver algo peculiar nesse xadrez em particular.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blood Ice
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 421
Data de inscrição : 19/08/2013
Idade : 26

Suprema Card
Nome Civil: Hugh Irenia
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Dom Maio 31, 2015 6:51 pm

Gárgula da o aviso e quanto terminar começa a verdadeiro perigo da batalha, um a um os companheiros vão caindo, então titan falar o que tava rolando.

Agora a porra ficou seria.

Me afasto um pouco para sair de perto da luta.

O modo fúria, ele fica mais rápido e forte mas os danos ainda são maiores que o normal, e o mesmo fica sem pensar, a hora certa de colocar ele para dormir.

Vejo Jinx usando seus portais, crio um estaca de gelo firme e resistente e espero Jinx usar seu porta no inimigo assim que ela usar, assim que ela usar uso o espaço que meu companheiros deixarem, avanço com ímpeto possível e capaz do meu ser, para ficar a estaca no ponto vital em seu peito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bugarski
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 637
Data de inscrição : 15/08/2013

Suprema Card
Nome Civil: Jones Statäinhoffen
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   Dom Maio 31, 2015 8:45 pm


Stara Zagora, Bulgária – A luta

Pzel mantém o estado de frenesi emanando uma energia absurda. Tigre, com sua percepção aguçada entende que seu papel nessa batalha já fora representado. Sua força não pode mais ser útil, então, num ato que causa a reprovação de Nero, ele cruza os braços e desiste de lutar.

Krisys é outra que entende a gravidade da situação e sua possibilidade de ser útil. Sem força para combater o inimigo descontrolado ela apenas usa sua velocidade para retirar os feridos incapazes de prosseguir na luta, antes que sejam mortos, a começar por Kaboom. Em poucos segundos a garota egípcia consegue amontoar os feridos em um local seguro

Titan, como se espera dele, não mede as conseqüências da batalha, entendendo ser dele a responsabilidade de zelar pela segurança dos aliados na luta contra Pzel. Ele faz o mesmo movimento de pegar o asfalto, indo contrário a Pzel. O golpe é anulado, mesmo com a potência maior do religioso e Titan parte contra o inimigo.

Spark atento à situação, usa do máximo de sua velocidade para confundir Pzel, fazendo com que o inimigo voltasse suas atenções para ele novamente, tirando Titan de perigo. O líder da Nova Igreja então parte violentamente contra Spark. Gadget auxilia neste processo, retardando a evolução da investida de Pzel com uma nova estratégia. O gênio voa, ampliando a carga solar capaz de absorver e atirando rajadas de gelo(bem menos intensas que as de Blood Ice). O ato não é muito efetivo, mas reduz a velocidade de forma ínfima, suficiente para que Spark não seja atingido.

Suporte então consegue trabalhar em sua Cyber Mente, colocando a sua dor como aspecto secundário na equação. Feito isso ele consegue reprogramar os Acordados para atirarem de longe contra Pzel, o que nada surte em matéria de dano ao oponente, mas, invariavelmente, chama a atenção do inimigo para os robôs. Não obstante, John Mycroft usa seu controle hormonal para manipular Pzel, tentando lhe causar efeitos variáveis. O ato, costumeiramente eficaz, não parece surtir muito efeito no momento, devido ao frenesi de Pzel.

Os centuriões se tornam um alvo fácil para a investida do berserk ampliado. Sorte dos comandados de Suporte a existência de Jinx. A garota Giovanna não se acovarda neste momento crucial da batalha e usa seus portais de maneira astuta. Conjurando portais a frente de Pzel, ela vai colocado-o em situação desagradável, sempre que encontra um alvo em potencial, correndo e entrando nos portais, saindo em um local completamente diferente.

Hugh Irenia aproveita essa estratégia de Jinx e cria uma estaca de gelo bastante solida, difícil até de carregar. Ele se posiciona em um dos portais e aguarda a investida de Pzel. O ministro da fronteira de Teenimac pode ver a figura se movendo contra ele de uma forma peculiar. A investida que começa poderosa, vai perdendo em potencial e ele acaba acertando Blood com violência, mas não o que se esperaria de um berserk.

Todos podem ver Pzel, agora visivelmente consciente. Em seu peito a barra de ferro não está mais, substituída pela estaca de Blood Ice. Sangue começa a descer pela boca de Pzel e ele diz em um som não muito alto:

-Já... Já Chega! Não pensei que fosse precisar disso, mas terei que dar a minha vida para que vocês não vejam o amanhã! Vou explodir tudo que está ao meu redor!

Pzel coloca a mão sobre si mesmo e se energiza, copiando a manipulação de Kaboom. Assim ele diz:

-Ampliando o potencial de explosão dela e mudando minha consistência para a deste ser pedregoso, vou ser uma bomba pior que a de Hiroshima! MORRAM SEUS VERMES!

A energia explosiva chega a emitir um ruído que passa em poucos segundos. Pzel começa a se inflar até que seu corpo é completamente extinguido. Os milésimos de segundos passam lentos na cabeça de cada um dos envolvidos na batalha, aguardando apenas o seu fim.

Belo Horizonte, Brasil

O grupo liderado por Hack chega até o INACAM. Alguns adentram o espaço do que era um antigo colégio, sendo hoje uma prisão experimental. Em pouco tempo os mutantes que entraram no INACAM chegam, carregando Bosanski e o presidente brasileiro, Dominic Rovanion. Eles são jogados a frente de Hack:

-Olá meus senhores! Creio que estão a par dos novos fatos, portanto sem mais delongas. Serão nossos prisioneiros por ora. Acho que valerão alguma coisa mais tarde! Agora vou falar com Bugarski!

Usando sua habilidade tecnopata de escala quase infinita, Hack consegue projetar em uma tela da Conferência a situação em Belo Horizonte.

Stara Zagora, Bulgária – A Conferência

-Por isso eu reafirmo, senhores. Não vamos mais tolerar a exclusão. Espero que aceitem o nosso tratado!

Putin puxa as palmas para Bugarski o que todo o salão segue, exceto Yashin Kolarov. Neste momento Hack aparece ao telão:

-Bravo! Bravo Sr. Statainhoffen! Acho que gostará de saber que esta conferência e a luta ao lado de fora tem garantido resultados maravilhosos para todos aqueles que defendem a causa mutante. Por todo o globo, mutantes estão insurgindo, tomando as ruas e exigindo seus direitos. Parabéns garoto, você fez o que todos os mutantes queriam: nos dar identidade!

-Mas o que é isso? – Perguntou assustado Yashin Kolarov

-Senhor Yashin! Creio que não me conheça, sou Hack! Sim, isso mesmo, sou o maior hacker do mundo e posso invadir qualquer sistema tecnológico que desejo. Sei tudo sobre o senhor e sua laia de inescrupulosos escravocratas, inclusive este aqui!

No telão todos podem ver o presidente brasileiro, Dominic Rovanion. Bugarski se mostra surpreso e conversa com Hack:

-Mestre Hack, sei que tem a melhor das intenções, mas porque está com Dominic? Fico feliz com as notícias mas não é a hora para iniciarmos uma guerra diplomática.

-Isso é o que você pensa Statainhoffen. No momento que convocou estes homens você iniciou uma nova guerra. Mesmo que sem intenção.

-Estamos aqui para garantir paz, não iniciar uma nova guerra.

-Ainda tem muito que aprender, Jones. Bem, agora estejam preparados, meus amigos. Dominic é nosso prisioneiro e estamos declarando guerra aos Confrades!

O telão se desliga e um alvoroço é formado na Conferência com acusações para todos os lados.

Stara Zagora, Bulgária – O Fim na luta

A vida de cada um passa em sua cabeça, centelhas de memórias boas e ruins; desejos não alcançados; certeza de uma vida intensa e rápida. Em pouco tempo todos estes garotos cresceram com velocidade ímpar, sempre enfrentando perigos que as vezes nem estavam dispostos a enfrentar. Até que o dia 19 de outubro veio para lhes trazer uma única palavra na memória: Fim.

Do corpo de Pzel nada resta e uma energia muito mais poderosa do que eram capazes de sentir antes, agora eles sentem. A única coisa que se pode ver é uma figura imponente, monocromática: O Sr. Supremo. As coisas agora começam a fazer sentido, sendo possível discernir o ocorrido: algo voando e esticando sua mão até Pzel e desfragmentando cada célula do corpo do religioso. A voz do Sr. Supremo está um pouco mudada, muito mais similar a de Fim:

-Estão bem crianças? Espero que sim. Vamos entrar nesta conferência agora! O pesadelo da igreja acabou!

Com a ajuda de Gárgula, o Sr. Supremo consegue ir recuperando cada um dos convalescentes, mesmo que apenas retornando a consciência. Heitor parece transtornado e cuida de Hagi com especial afinco. Gárgula olha para Heitor com desconfiança e diz a Damiani, Titan e Blood Ice algo:

-Já vi isto antes. Um Statainhoffen tentando unificar humanos e mutantes em uma conferência e Heitor transtornado. E assim nasceu Fim...

Stara Zagora, Bulgária – O Fim na Conferência

A equipe que lutava entra pela conferência, silenciando todo o local. Heitor vai até Bugarski e o abraça revelando em seu ouvido:

-Você fez muito mais do que eu pude acreditar. Você me entende muito mais do que seu pai. Mas agora é minha vez!

Fim arremessa Bugarski longe e fala a todos:

-Hoje, no dia dezenove de outubro de 2016 o mundo viu o que os mutantes tem sofrido há anos! Mutilados e humilhados, sem ter o menor direito de se defenderem dignamente. Vimos, durante todos esses anos os humanos decidirem tudo pelos mutantes, mas não mais! E não me venham com essa de coexistência! Eu acordei! O Fim retornou!

O mundo inteiro acompanha a conferência no momento, se esquecendo completamente de Pzel e encarando mais uma vez o mal que lhe aflingiu por tanto tempo. O pânico toma as ruas e as palavras de Hack fazem sentido agora.

Fim então retorna a falar:

-Todos aqueles que quiserem eliminar os humanos, venham comigo! Agora aqueles que quiserem defendê-los, saibam , serão eliminados! Eu declaro o Fim da humanidade!!

Gárgula se posiciona a frente de Fim e lhe diz:

-Eu estou pouco me lixando pra sua guerrinha particular, Heitor! Mas não vou permitir que faça nada aqui e agora. Esses moleques acabaram de lutar pelo bem dos mutantes que você jura proteger e eu, hoje, estou com eles!

-Ficou com o coração mole, Tupac?

-Você sabe que não se trata disto

-Sei, sei. Seu senso de justiça continua o mesmo... mas eu mesmo não tinha a intenção de fazer isso agora. Estou grato a eles, confesso, mas ainda tenho uma dívida pendente pra cobrar deles!

Fim se aproxima da equipe de Teenimac e diz:

- Um dia vocês me venceram. Mas eu ainda estou aqui, pronto pra recomeçar minha guerra contra o mundo. Estou mais forte e mais terrível e devo isto a vocês. Como sinal de minha gratidão deixarei vocês irem hoje. Mas preparem-se. Dentro de um mês a guerra começará e espero que escolham o lado certo, ou seja, o meu lado!

Como num passo de mágica Fim desaparece e quase todos os presentes na Conferência fogem de pânico. A equipe é amparada por Putin e Gárgula e acaba retornando para Teenimac num cenário desolador.



FIM DO EPISÓDIO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
T4E17 - A Conferência Mutante e A Fúria de um Derrotado
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 5 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
 Tópicos similares
-
» Alvos da Divisão Anti-mutante.
» PARANORMAIS-MUTANTES & MALFEITORES
» Persuasão
» 'X-Men' - Savage Worlds
» Quest — Solidão

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Geração Suprema :: Geração Suprema - RPG :: 4° Temporada-
Ir para: