Geração Suprema


Antes da criação temos a Destruição.
 
PortalInícioRegistrar-seConectar-seFAQBuscar

Compartilhe | 
 

 T4E13 - Sangue Novo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Suprema
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 614
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 28
Localização : Belo Horizonte

Suprema Card
Nome Civil: Joana Novaes
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: T4E13 - Sangue Novo   Dom Mar 22, 2015 11:20 pm

TEENIMAC
 
As coisas não estão bem para os garotos, os inimigos se mostram poderosos. (VIDE EPISÓDIO 12).

Bugarski sofre com Grav, que segue exigindo muito de sua força para se manter de pé, Kaboom com um braço quebrado e duas costelas trincadas acorda puxando uma grande golfada de ar.
 
Titan se preparava para se juntar ao restante do grupo quando ouve o som de arvores tombando e olha na direção em que manara Grog, e de lá ele pode enxergar dois Grog’s vindo em desabalada carreira.
 
Tremor vê um Grog se levantando e lhe encarando, o gigante estrala o pescoço, aponta para ele e faz um sinal com o polegar “cortando a garganta”, então salta contra ele.
 
Nexus e Copie se levantam, eles se encaram e Copie toma a iniciativa, ele estica os dois braços agarrando Nexus, então estica o seu pescoço para trás e deixa-o vir em direção à Nexus a fim de lhe aplicar uma cabeçada.
 
Krisys do chão vê Vorx se preparar para a corrida, eles sorri para a garota em sinal de superioridade, ele então começa a dar voltas cada vez mais rápidas em torno da garota que começa a perdê-lo de vista em certos momentos.
 
Com sorte um pouco mais favorável, Jinx que continua sentada sobre Arco, têm visão privilegiada das lutas que acontecem simultaneamente ao seu redor enquanto do alto do muro Eagle Eyes com suas flechas pode ver todo o campo.
 
Blood e Gadget seguem até o corpo de Spay que estava desacordada, eles percebem que ela começa a se mexer e que está na forma de rocha, ao se levantar eles vêem um pedregulho cair de sua mão quando ela retira a mão do bolso.
 
Suporte tem a suas costas a figura de um homem com ar misterioso, ele se vira e atira contra o oponente conforme pensara, porém seus tiros são parados por uma espécie de campo de força, ao abrir uma das mãos o homem dispara contra Suporte uma esfera de força que atinge o peitoral d sua armadura o desequilibrando.
 
DO LADO DE DENTRO DE TEENIMAC
 
Haleem chegara a pouco na cidade, ela mão teve tempo de alugar um quarto em um dos prédios da cidade, ao sair e manhã para espairecer ela vê uma concentração de habitantes se reunirem a frente de uma TV em uma das lojas eletrodomésticos da cidade, nela a noticia que o âncora da emissora é:
 
(- Fontes afirmam que o Presidente de Teenimac e os seus companheiros de All Star estão travando uma batalha em um dos muros das fronteiras da cidade, não se sabe a fonte do ataque, mais pedimos para os cidadão se prepararem para uma possível invasão!)

Os habitantes conversam e cochicham entre si, e Haleem pode escutar um bêbado em uma mesa de bar dizer em alto e bom som:
 
-Eu Val já enfiei a porrada neles, não duvido que esses manes deixaram alguns invasores passar! Hahahaha
 
Ele se levanta e leva consigo sua garrafa ao sair Haleem percebe que ele deixou o celular na mesa que vibra no texto a mensagem diz:
 
(Ursinho Carinhoso diz: Val, aonde você está seu estúpido? Os garotos estão enfrentando inimigos fortes no muro sudoeste e você desaparece, tomara que Bugarski te vire do avesso animal! Evil or Very Mad )
 
Não muito longe dali, Yannick Aprile que acabara de chegar aos portões de Teenimac, se depara com uma cena estranha, explosões e tremores vindos do sudoeste chamam atenção de seus instintos felinos. Algumas pessoas passavam por ele sem estranhá-lo, afinal a diverside dos habitantes de Teenimac era única no mundo, porém o cheiro do medo que exalavam tinha a sua fonte no mesmo sudoeste dos acontecimentos. 

OBS: AS POSTAGENS DEVERÃO SEREM FEITAS ATÉ AS 18HS DE TERÇA FEIRA DIA 24/03
AS HISTÓRIAS "CHUVA EM BH" E "SPARK NO JAPÃO" CONTINUARAM A PARTIR DE AMANHÃ
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://geracaosuprema.forumeiros.com
Titan
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 470
Data de inscrição : 11/08/2013
Idade : 28

Suprema Card
Nome Civil: Nero
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Seg Mar 23, 2015 10:14 am

Titan se prepara para ajudar Jones quando vê a dupla Grog vindo correndo

-Ae Jones na boa vai fazer alguma coisa ou vou precisar salvar esse seu rabo de bêbado huahua.
Seguinte Jones tentei agir de boa mas não estou afim desses caras em Teenimac então vou matar todos blz


Titan pega uma das árvores caídas a que apresentar a ponta mais semelhante a uma lança e parte em direção a inimigo usando seu atropelamento, quando chegar próximo Titan para bruscamente e apoia a árvore para que a ponta fure um dos inimigos o matando, então Titan parte contra o outro aplicando golpes de Boxe.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bugarski
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 647
Data de inscrição : 15/08/2013

Suprema Card
Nome Civil: Jones Statäinhoffen
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Seg Mar 23, 2015 10:39 am

-Cala a boca Titan! Você não é pago pra pensar, bate no cara aí e fica quieto! Sei o que estou fazendo!

*Sei mesmo, fudendo os meus ossos...*


Ok, o cara controla a gravidade e eu estou aqui, sendo dominado por isso. A gravidade vai puxar o peso de acordo com seu campo magnético e densidade. Não posso mexer na densidade mas posso mudar minha polarização para alçar voo e adquirir vantagem quando ele reverter isso novamente.

Altero minha polarização para que o efeito da gravidade não esmague meus ossos, atento também para não sair de órbita, continuando em constante alteração magnética para me manter estabilizado no vôo.

- Em nenhum momento tive o interesse em lutar, por isso ainda esta de pé. E nunca deixamos alguem pra trás, Teenimac é o símbolo disto. Agora, vamos ter um dialogo ou vamos continuar nessa guerrinha de merda? O mundo esta contra os mutantes, contra nós! Temos que nos unir e não ficar em disputas que nada agregam a nossa causa!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Harleen
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 40
Data de inscrição : 18/03/2015
Idade : 19

Suprema Card
Nome Civil: Harleen
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Seg Mar 23, 2015 11:32 am

Vejo no noticiário o puro caos orquestrado por pessoas de uniformes coloridos, não parecia bom, aqueles que reconhecia como heróis estavam com problemas.

Observar padrões sociais, apertos de mãos,  piscadas e assobios em um estranho ritual pré-acasalamento, nada disso faz sentido para mim, mas o caos, o caos é quase nostálgico, e isso me irrita, faz eu  me sentir um experimento que deu errado vivendo entre as pessoas, faz eu sentir a verdade das coisas.

Pego o celular esquecido e dou uma rápida olhada no histórico, guardo em meu bolso.

Pisco meus olhos de forma louca e descoordenada, me orientando em pensamentos tão desconexos e sedentos por uma violência que luto para manter escondida em um lugar escuro em minha mente, um lugar em que não possa causar problemas.

Entro no banco do passageiro de um táxi,  posiciono meu fuzil ao meu lado, um m16 preto com a empunhadura em madeira, encosto minha faca de caça no pescoço do motorista, sinto o aço raspar em sua barba e a empunhadura emborrachada grande de mais em meus dedos pequenos.

-Ligue o taxímetro e dirija!

Pronuncio as palavras lutando contra o impulso de cortar a garganta do motorista, ansiava pelo cheiro de sangue e não compreendia o real valor daquela vida, mas me contive, tinha aprendido essa lição com as pessoas que me resgataram, meus eternos heróis, apenas queria chegar ao local o mais rápido possível,  enquanto eu ainda era eu, antes do frenesi por sangue assumir. Sabia que ninguém me levaria até o confronto por livre e espontânea vontade, as pessoas tem medo, e o medo as impede de agir, ou as força a agir, sempre foi assim comigo.

Deixo o dobro do pagamento pela corrida sobre o banco do passageiro e digo ao taxista:

-Tenha um ótimo dia.

Engatilho a M16, saio do veiculo e sinto o silencio que precede ao caos como uma brisa suave tocando minha face, prendo a respiração,  observo meus cabelos sutilmente acompanhando o vendo, compenso a mira da M16 em dois dedos por conta da ventania, efetuo 3 disparos contra Grav, em um intervalo de 1 segundo entre cada um deles, sentindo a graciosidade do recuo da arma sobre meus ombros.


Última edição por Harleen em Ter Mar 24, 2015 12:51 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jinx
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 119
Data de inscrição : 11/08/2014
Idade : 19

Suprema Card
Nome Civil: Giovanna Marcelly
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Seg Mar 23, 2015 3:54 pm

Ficar sentada em cima de um magricelo não parecia muito divertido, não quando todos estão se matando para sobreviver quando meu oponente parecia tão fraco. Então me lembro que meu banquinho era um Arqueiro e rapidamente pego sua aljava. Já havia visto Eagle Eyes usando todo o tipo de flechas, desde as de Impacto até as Explosivas e Congelantes, então pego o arco de Arco e procuro por duas setas, uma afiada e outra com qualquer tipo de dispositivo, na ponta ou no final.

*Uni, duni, tê.*

Escolho aleatoriamente e guardo ambas no meu bolso. Com um portal, entrego o resto da aljava para Leticia, aproveitando a oportunidade para conversar.

-Eu não acho que meu colchão vai acordar tão cedo, mas de qualquer jeito, fica de olho.

Com um pulo no maior estilo Slow-Motion imaginário, salto do muro e me teletransporto agachada para a frente do amigo elástico de Nexus, acionando a flecha com dispositivo e colocando-a dentro da calça do adversário, por fim usando a afiada para perfurar seu pé, em uma tentativa desesperada de prendê-lo ao chão.

_________________
Mudei de novo sim! E se reclamar mudo outra vez <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gadget
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 526
Data de inscrição : 18/08/2013
Idade : 29

Suprema Card
Nome Civil: Peter Heinz
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Seg Mar 23, 2015 8:40 pm

Parece que Spay tem mais surpresas do que eu imaginava, bom não é hora de ficar pensando sobre a genialidade dela

A prenda no chão com seu gelo Irenia

Com um salto para trás já me coloco em um voo, a um metro e meio do chão, então começo com uma rajada de fogo continua

Rápido Hugh gelo do outro lado !

Conforme Hugh vai disparando sua rajada de gelo vou diminuindo a potencia do meu lança chamas, tudo cuidadosamente planejado, ela notoriamente vai absorver o fogo para se proteger de Blood e se imunizar contra mim, esse é o exato momento para acabar com sua forma de chamas disparando raios de gelo também, com a força combinada dos dois raios de gelo a forma de fogo não suportara a carga e então entra a terceira parte do plano, descargas elétricas, uma vez que o liquido ao redor ficará eletrificado, obvio que ela poderá absorver o chão ou qualquer outro material que esteja ao seu alcance, então apenas disparo uma potencia de ar incrível de meus canhões, colocando a parte quatro do meu plano em ação, apos uma descarga ou uma mudança de forma ela ainda vai precisar respirar, por mais forte que seja a velocidade do vento nos impede de respirar, por isso uso uma mascara no traje. Continuo com o disparo do ar ate a garota perder a consciência.

Transforme toda essa água Blood, a faça um cubo de gelo, mesmo se ficar com pele de gelo ela ainda ficara congelada.

_________________
ITENS:
 



A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Seg Mar 23, 2015 9:09 pm

Não faço ideia de onde estou. Não faço ideia do que estou fazendo. Não sei que dia é hoje, que ano estamos, quantos anos eu tenho... Ou o que eu sou de verdade. Eram perguntas que eu fazia mentalmente. Lembro-me de quando era pequeno. As lembranças são vagas, mas lembro dos primeiros dias que entrei naquela floresta.

Imagine só, eu, um pequeno tigre de 1,80m e 115kg, com apenas 11 anos, sem saber o que fazer no meio da mata. Pra se ter uma ideia de como era meu medo... Eu não sabia como agir. Quando senti fome, acabei matando um pequeno animal. O que hoje é extremamente comum pra mim, no primeiro dia me deixou chorando, com a boca e as garras sujas de sangue, na frente do corpo. Quando as roupas que eu tinha se rasgaram, fiquei desesperadamente tentando tampar tudo. Depois, não me importava mais. Precisei acender uma fogueira para poder dormir, mas apenas no primeiro dia. Em dois meses, comecei a sentir a transformação aumentar. Em seis meses, bom... Pode-se dizer que meus traços humanos sumiram. Não conseguia mais caminhar sob duas patas, tinha problemas fortes no uso das mãos, e uma drástica animalização mental. Imagine depois de anos. Foi sorte meu lado humano ter se despertado agora. Mas não sabia onde estava...

Via os grandes portões, e algumas pessoas passando ao meu redor. Estranhava o fato de que elas simplesmente não tinham medo de mim, por mais que eu seja um tigre humanoide com 2,45m de altura e pesando mais de 220kg. E eu apenas olhava para dentro do portão, com minha pose encurvada. Algo me dizia que estava acontecendo alguma coisa de errado, e minha hipótese se confirmou quando ouvi um som de explosão. Instintivamente, comecei a caminhar naquela direção, ainda perdido. Há muito tempo não entro numa cidade. Não sei praticamente nada do que estava acontecendo. Movido mais pela curiosidade, era levado na direção da explosão.

Enquanto caminhava, conseguia perceber o medo nas pessoas. Minha audição aguçada me permitia ouvir alguns sussurros, do tipo  "estamos sendo atacados", "o governo nos odeia", entre outras coisas. Se aquilo fazia sentido para mim? Não, pode ter certeza que não.

Seguia correndo pela cidade, na direção da explosão. Aquele lugar me fazia ter diversos flashbacks, imagens que, provavelmente, seriam da minha infância. Eu me lembrava de muito poucas coisas. E o que me vinha em mente eram lembranças obscuras. Os rostos de meus pais, provavelmente, eram as únicas imagens mais nítidas em meu cérebro animal. Isso e as constantes sessões de carinho que eu recebia deles. Possivelmente, por mais que tentassem me tratar como um humano, sempre haviam os momentos em que eu era tratado como um gatinho.

Num certo ponto, sentindo estar próximo do lugar, tento me esconder em algum lugar que ninguém pudesse ver. Um ponto escuro. Infelizmente, qualquer ponto escuro no qual eu ficasse seria possível ver meus olhos verdes brilharem. Mas quem, em sã consciência, olharia diretamente em um ponto de escuridão? Não estava certo se estava no local certo, nem havia notado se estava acontecendo algo. Mas a explosão me levou até a esse ponto. Certo ou não? Quem sabe. Um predador de verdade deve sempre ficar à espreita, e esperar a hora certa de atacar. Ataques impensados podem gerar a fuga da presa e/ou colocar o predador em uma emboscada. Aprendi na prática a fugir de emboscadas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Blood Ice
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 421
Data de inscrição : 19/08/2013
Idade : 26

Suprema Card
Nome Civil: Hugh Irenia
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Seg Mar 23, 2015 9:29 pm

levanto depois da explosão e vejo aquele mulher se transformando em pedra, com as coordenadas de Gadget, me coloco no oposto de Gadget a uma distancia segura do fogo e começo a usar as rajadas de gelo com força total, quando Gadget  usar as rajadas de vento saiu da direção e continuo a congelar tudo que possível ate deixar a garota no cubo de gelo, assim quando acabar o ataque faço um caminho de gelo para usar minha habilidade de sentir a presença no gelo, mas uso diferente, procuro concentra ao máximo para sentir a respira e o coração já que ela estará presa no cubo de gelo e digo ao Gadget, passando a resposta se ela esta morta ou viva.

Poderá estudar ela em gênio, quem sabe assim não cria alguma arma com DNA dela para usar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Krisys
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 241
Data de inscrição : 24/06/2014
Idade : 20

Suprema Card
Nome Civil: Kisen Kiya
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Seg Mar 23, 2015 10:38 pm

O inimigo parece continuar com sua reviravolta, não vou pedir ajuda ainda, quero tentar e mostra que realmente cresci, não sou burra e entendo o básico de física, ao invés de correr no mesmo sentido que ele, corro em mesma velocidade só que no sentido contrario, no momento exato em que ele me golpearia utilizo meu conhecimento do Aikido para derruba-lo, em seguida aplico um potente golpe com o calcanhar em seu rim.

*Eu sei que dou conta, não vou deixa-lo vencer*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Suporte
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 289
Data de inscrição : 11/10/2013

Suprema Card
Nome Civil: John Mycroft
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Ter Mar 24, 2015 9:07 am

O meu cérebro recebe a informação. O meu corpo sente o impacto na armadura instantes antes e minhas pernas bambeiam segundos após essa causalidade. Era uma obviedade a resultante esperável na equação, era somente uma questão de tempo. Era fácil notar meu ponto de equilíbrio se perdendo perante esse solo enquanto o desequilíbrio ameaçava meus músculos em uma realidade constante. Eu devo cair em breve, ou no minimo, me encontrar em alguma situação infavorável. Independente disso, eu preciso criar uma estratégia e estudar os fatos que me cercam aqui.
Eu ainda tento lutar para me manter firme no chão, tendo pleno conhecimento da ofensiva que acabei de receber. Se cair fosse inevitável, eu mudaria minha tática para apenas levantar - me o mais rápido possível. Embora, apesar desses dois cenários, eu buscava uma mesma resultante no desfecho da equação: Encara - ló, por momentos somente, com um olhar aonde a frieza e senso analítico era um imperativo claro. Procurando decifrar o individuo misterioso e suas características. Em outras palavras, enquanto o observo de maneira inerte e fugaz, estou refletindo sobre a totalidade de minhas opções.
* Os tiros foram parados, devo assumir que por uma força gerada pelo alvo. Minhas suspeitas para esse simples fator seria algum tipo de campo de força ou similar.  Considerando que o mesmo estava de alguma forma imperceptível anteriormente, não seria impossível concluir que invisibilidade é capaz de está entre seus poderes. Se eu deixasse o meu lado nerd aparecer, certamente iria fazer alguma referência a Mulher Invisível e o Quarteto Fantástico da Marvel. Porém, eu não tenho esse luxo agora. A prioridade é iniciar uma efetiva contra - ação em direção ao inimigo.*  
O meu pensamento se encerra e eu viso fazer um movimento nesse xadrez, mais precisamente, eu visaria alcançar voo até uma distância segura e considerável da terra aos meus pés. O objetivo era simplista, adquirir alguma segurança contra suas possíveis futuras investidas e conseguir uma melhor visualização do tabuleiro e seu quadro geral. Tentando manter - me sempre atento aos arredores, a fim de não ser superientendido com a guarda baixa. Fatores em demasia aqui parece ser e ainda sim, é de soma necessidade que eu me foque em apenas um. Não por egoismo ou covardia e sim, por pura lógica.
* Sendo um pouco de suposição, eu acho que é seguro trabalhar em uma tese que visasse eliminar seu elemento de invisibilidade e sobrecarregasse suas defesas nessa expressão.  Caso não me falhe a memória, estamos localizados no meio da amazônia.E, se me recordo corretamente das aulas de geografia que sofri em minha existência, é um lugar com abundância de animais. Acho que posso usar isso ao meu favor, marcar o misterioso com feromônios, deixá - ló marcado como ameaça a vida local e, em seguida, atrai - lós para ataca - ló. Uma vez que feromônios depende do ofato e não da visão, torna - se invisível seria em vão. Iria, teoricamente, obriga - ló a usar o campo de força por instinto de defesa, manteria o mesmo ocupado e gastando suas energias.*      
Com essa mentalidade e ainda buscando ficar nas alturas, viso concentrar minha mente e respiração, achar o foco necessário para meu próximo ato:  Tentar marcar meu adversário, e se possível, seus aliados, como ameaças e alvos para a vida animal nas proximidades utilizando a manipulação hormonal. O seguinte passo então seria: Fechar os olhos, tentando limpar mais meus pensamentos e me concentrar ainda mais, com o intuito de lançar mais feromônios pelo ar, esperando e com o objetivo de atrair o máximo de animais possíveis para atacarem aqueles que foram marcados como ameaças anteriormente.
Ao fim, visava ficar no alto, assistindo silenciosamente o desenrolar dessas peças em sua totalidade. Se me restasse forças, focaria em tentar disparar na direção do misterioso. Sempre visando alterar a cada disparo sua intensidade e freqüência, na esperança de localizar a frequência e força necessária no tiro para atravessar suas defesas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kaboom
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 334
Data de inscrição : 16/08/2013

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Ter Mar 24, 2015 12:17 pm

-ESTHER!!!

Percebo que estava apagada, achando que estivesse morta. O que mais me doeu foi imaginar que não veria minha pequena crescer. Bem, não é exatamente o que ocorrerá. Faço uma vistoria em meu próprio corpo. Costelas trincadas, braço quebrado, muita dor. Honestamente, se não fosse preparada para a dor eu estaria aos prantos.

Me levanto com dificuldade e chamo:

-Kyia! Vem ajudar a primeira dama aqui! Não vou ficar em pé por muito tempo!

Como estou ferrada não vou usar de movimentos bruscos, terei que agir apenas como suporte.

-Hey John! Ser Suporte é assim!

Uso minhas esferas para criar a solução aquosa que prende, usando-a contra o Grog que Titan visa boxear.

-Vai deixá-lo "grogue", Titan?

*Nossa, já fui melhor nos meus trocadilhos...*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tremor
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 259
Data de inscrição : 17/08/2013
Idade : 29
Localização : BELO HORIZONTE

Suprema Card
Nome Civil: Gregório Martinez
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Ter Mar 24, 2015 2:13 pm


Vejo que o inimigo é muito forte, mas é mais poderoso em fugir e não morrer do que para atacar, ainda bem que não estou lutando contra alguem do mesmo nível dos meus companheiros de grupo como Evans, Hagi, Nero e Kaboom pois concerteza a uma hora dessas minha cabeça estaria sendo cortada, ele é gigante forte e esta pulando contra mim de peito aberto, faço minha armadura de terra a fortificando o maximo que puder e fazendo partes ponteagudas para que a propria gravidade ajude o inimigo a ser ultrapassado pela minha manipulação, fortifico a armadura com minerais, calcario, barro e todo tipo de entulho que estiver ao meu alcance para ajudar a derrotar esse oponente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nexus
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 161
Data de inscrição : 26/06/2014
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Ter Mar 24, 2015 5:08 pm

Não importava o que fizesse eu sempre era copiado. As habilidades daquele homem não eram normais, além de copiar poderes ele sabia exatamente o que fazer, a única coisa que consegui pensar e que ele já me viu lutando.

Com Copie tentando me acertar uma cabeçada faço a mesma coisa que ele, seguro em seus ombros e estico minha cabeça para trás em seguida jogando para frente. Penso que a melhor solução para enfrentar alguém como ele seria fazer o mesmo jogo. Depois da cabeçada não atacaria, apenas tentaria imitar tudo que Copie fizer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Suprema
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 614
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 28
Localização : Belo Horizonte

Suprema Card
Nome Civil: Joana Novaes
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qua Mar 25, 2015 3:44 am

TEENIMAC
 
Haleem verifica o teor da mensagem do celular e decide por tomar um táxi para ir ao local da luta descrita no texto da mensagem, porém ela nota que não há transporte privado em Teenimac, ela vê somente transporte publico, tomando um delas ela nota que só há o motorista a bordo e então põe seu plano em funcionamento, aterrorizado o condutor desvia a rota e a deixa no ponto desejado.
 
Ao desembarcar a garota carregando a sua M16 vê a cena de luta se desenrolando, ela nota que dois deles estão inertes e decide por disparar contra o sujeito de sobretudo. Nesse instante Bugarski parece oferecer reação e, manipulando seu próprio campo magnético, consegue alçar vôo, Grav se irrita com a cena mais não consegue manipular o corpo do mandatário de Teenimac, nesse instante ele recebe um disparo que acerta a sua costas seguido de mais dois seqüenciais, o que o leva ao chão. Ele tem dificuldade de respirar, pois o impacto fora forte e se ele esta vivo ainda deve ao fato de seu peitoral ter resistido à saraivada de tiros. Hallem vê o rapaz a encarar com um olhar repleto de raiva.
 
Titan que exigira uma postura de seu companheiro e líder Jones, obviamente em um tom de deboche, parte para cima dos dois Grog’s que estão vindo em sua direção ele carrega consigo uma arvore partida que possui uma ponta, usando a força do oponente Titan atravessa o corpo do primeiro Grog que não tem tempo de se multiplicar e acaba morto, o segundo é alvo de um golpe perfeitamente calculado de Titan, a potencia do soco faz com que o maxilar do inimigo se estilhasse, antes de cair de dor Grog  solta uma cópia. Após se levantar de seu sono Kaboom parece adivinhar o movimento do inimigo, pois ao kogar sua locução aquosa ela prende a cópia de Grog bem a frente de Titan.
Jinx sai do meio do tumulto do campo e se teleporta para próximo de Eagle Eyes, ela deixa com a garota as duas aljavas de Arco, que esta desmaiado e não oferece mais risco, antes de sair ela se certifica de levar consigo uma ponta perfurante e uma com dispositivo, ela parte ao auxilio de Nexus. O garoto que estava prestes a sofrer uma cabeçada, aplica o mesmo golpe no inimigo invertendo as estratégias, pois agora ele é quem estaria imitando o movimento do inimigo. O golpe acerta igualmente os dois que tem um corte que sangra bastante em suas testas, eles se soltam e estão frete a frente. Nesse instante Jinx surge ajoelhada a frente de Copie vinda de um portal após um salto espetacular do muro e coloca a ponta com o dispositivo nas calças do oponente e a aciona, a ponta da flecha de congelamento faz com que a borracha da pele de Copie se comprima ficando quebradiça, o que amplifica o golpe executado pela garota quando ela transpassa o pé do oponente com a outra ponta que levara.
 
Tremor vendo que a situação se encaminhava para um encontro de forças cria rapidamente uma armadura bastante fortificada com minerais e faz projetar dela pontas de lanças que atuam com ajuda da força de ataque de Grog e o perfuram sem chance para o inimigo. O corpo empalado do vilão se choca com tamanha força contra a defesa de Tremor que faz com que a armadura toda se estrale e rache com o impacto.
 
Krisys não se dá por vencida e decide correr na direção contraria de Vorx, ela o vê com uma freqüência diferente devido a grande velocidade que o vilão impõe, o movimento dos dois faz com que o vácuo do lado de dentro do circulo flutuem pequenos objetos como galho e pedras  então em uma dessa vezes que a garota vê o vilão ele tenta um golpe que é defendido por Kiya com seu Aikido, Vrox cai ao chão violentamente e em alta velocidade, e como o deslocamento de vácuo mudara ele recebe todos os golpes dos objetos que voavam ali dentro. Bastante machucado e com as costas ao chão Vorx vê pela primeira vez Kiya acima de você. Nesse instante Kiya recebe o chamado de Kaboom.
 
Gadget e Blood Ice investem contra Spay que se encontra com o corpo em forma de pedra, com rajadas de gelo Hugh inicia o plano arquitetado pelo gênio, enquanto o garoto dispara um lança-chamas na inimiga. Porém ao contrario da expectativa do garoto, a inimiga não toma a forma de fogo forçando-o a alterar para de gelo a sua rajada, ela então começa e se congelar ela começa a se transformar em gelo quando Gadget passa a lançar uma rajada de ar que atrapalha a respiração da garota não deixando com que ela termine o processo de transformação e desmaie. Blood após pedido de Gadget congela o restante de Spay e percebe com seu poder que ela ainda esta viva ali dentro.
 
Suporte que recebera o ataque do novo inimigo consegue sem um custo se manter de pé então ao encarar friamente o inimigo salta para o ar se posicionando em uma distancia segura do inimigo que não consegue acertá-lo co precisão. Então ele se volta para Eagle que estava e costas e atinge a garota que se choca contra o muro e cai sentindo fortes dores na começa. Suporte vê a arqueira caída, porém se mechando, e então faz com que os feromônios de seu oponente mandem um sinal de perigo aos animais.
 
Tigre que instintivamente procura o local da luta chega pelo caminho que desemboca no muro destruído ele segue peã parte que tem menos luz espreitando a situação quando de repente os seus instintos de animal se afloram, ele poder sentir o perigo no ar vindo de um homem na beira do muro que derruba um mulher, ele se mantém atacando suporte que segue se esquivando e disparando contra o escudo criado por ele. Aos poucos Tigre consegue sentir mais fontes de perigo no campo em especial um Grog que se encontra próximo a uma garota que parece ter o braço quebrado.O Grog que acertara Kaboom e partira para frente vê a garota se levantar e então decide voltar para a direção dela.
 
Grav se levanta ainda olhando para Haleem e diz a Bugarski, enquanto manipula a gravidade fazendo com que a M16 da garota aumente de peso ate se tornar insuportável a garota mantê-lo em posse, ele literalmente prega ao chão:
 

-Não temos o que conversar Bugataski, essa sua cidade não é a solução de tudo, estamos morrendo lá fora enquanto vocês fingem aqui que está tudo bem...   

OBS: AS POSTAGENS PODEM SR FEITAS ATÉ AS 18HS DE QUINTA DIA 26/03.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://geracaosuprema.forumeiros.com
Bugarski
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 647
Data de inscrição : 15/08/2013

Suprema Card
Nome Civil: Jones Statäinhoffen
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qua Mar 25, 2015 9:25 am

A garota que recentemente chegara a Teenimac nos ajuda, algo totalmente inesperado por mim. Também noto que Kaboom se levanta me deixando mais aliviado, não posso perde-la!

-Tudo bem mon amour? Kiya, se apresse em ajudá-la!

-E você garota, obrigado pela ajuda. Conversaremos após resolvermos isso, esta bem?


Faço em meu redor campos magnéticos de polaridade disformes para confundir a manipulação gravitacional de Grav. Assim, sigo até ele o pegando pelo pescoço aproveitando que ele visa a loirinha.

-Você é surdo, burro ou débil? Eu entendo a guerra lá fora e estamos mais dentro dela do que possa supor! Mas ainda sim tenho que zelar pela paz do local onde vivo como priori! Ofereço isso a você mais uma vez, irmão! Não vou deixar mutantes la fora, desprotegidos, agora posso contra atacar. Mas, se você esta tão preocupado com o que ocorre la fora, porque vem aqui guerrear com aqueles que podem auxilia-lo? Isso é insanidade! Eu não vou hesitar em lutar pelos meus irmãos, muito menos por meu povo. Pare agora Grav, ou não vai me restar escolha...

Após o final do discurso adapto o campo magnético disforme junto ao corpo de Grav, visando coloca-lo sob minha manipulação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Titan
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 470
Data de inscrição : 11/08/2013
Idade : 28

Suprema Card
Nome Civil: Nero
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qua Mar 25, 2015 11:41 am

Titan observa o novo inimigo ser preso por Kaboom

-Valeu primeira dama, vou dar um gostinho de arrependimento por um deles ter te atacado huahuahua.

Titan se vira para Grog.

-Sabe a diferença entre o prefeito e o vice prefeito de Teenimac, acho que não porque se soubesse não teria me atacado huahauhau.
Meu chefe ali se tornou um cara bom que ajuda a todos os humanos e mutantes um verdadeiro líder devo confessar, mas eu sou o contrário dele estou aqui para matar todos,humanos ou mutantes fodas o entendimento, fodas ouvir o outro lado eu so me preocupo em sujar minhas mãos e deixar as do prefeito limpas logo onde ele perdoa eu executo simples assim, e você seu lixo atacou nossa casa,mesmo que seu amigo ali se torne um morador de Teenimac você morre hoje para servir de exemplo.


Titan inicia seu jogo de corpo para aplicar seu Dempsey Roll tentando aumentar a velocidade e não dar tempo para que Grog possa criar outras cópias o esmagando com socos e o vácuo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Harleen
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 40
Data de inscrição : 18/03/2015
Idade : 19

Suprema Card
Nome Civil: Harleen
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qua Mar 25, 2015 1:12 pm

Abro um largo sorriso ao notar que meus disparos atingiram Grav, mas rapidamente sou inundada por um sentimento de frustração, eu deveria ter mirado na cabeça.

Sinto a M16 se tornando mais pesada, ao ponto de escorregar dos meus dedos e ir ao encontro do chão, sou puxada de forma brusca no sentido da arma pela bandoleira, consigo impedir minha face de colidir sobre o solo espalmando minhas mãos no chão, observo meus dedos sujos de terra enquanto escuto Bugarski falar, não me dei ao trabalho de responder, não saberia o que dizer de qualquer forma.

Saco a faca da cintura e rompo as tiras de nylon da bandoleira com o aço muito afiado, me libertando da M16 inerte sobre o chão.

Noto que Bugarski tenta manter Grav sobre controle, então parto em direção à Nexus, Copie e Jinx, correndo o mais rápido que eu posso, não consigo evitar uma risada alta e histérica, demonstrando claras perturbações emocionais e soando estranho para meus próprios ouvidos.

Enquanto me aproximava de Copie, giro a faca entre meus dedos mantendo a lâmina voltada para o sentido oposto do que me dirigia, aperto a faca com força, até esbranquiçar os nós dos dedos, essa faca é o meu ultimo recurso de ataque e não pretendo perdê-la.

Ao chegar na distancia que calculei ser suficiente, pulei em direção a Copie, agarrei a faca com as duas mãos e a deslizei com toda a minha força em um corte bruto, selvagem de mais para o meu gosto pessoal, não era assim que uma faca deveria ser usada.

Minha mente bombardeada com tanta informação nova desde o dia em que fui libertada, divagava sobre vários assuntos simultâneos, com uma clara dificuldade em manter o foco pensava em dicas de boa convivência.

Encarei Jinx e Nexus, Mantive somente a mão esquerda sobre a faca, acenei para Jinx e Nexus com a mão direita e disse:

-Olá meu nome é Harleen, como vão vocês ? como tem passado ?

Olho para o céu.

-Será que chove ?

Forço um sorriso.

Tento ser socialmente amigável com os meus companheiros de batalha, me apresentando e falando sobre trivialidades, da forma que aprendi quando cheguei a esse lugar, tentando agir de forma natural, mas parecendo natural como um chimpanzé de vestido em um monociclo.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qua Mar 25, 2015 7:15 pm

Chegando no suposto ponto do combate, pude ver - literalmente - uma pancadaria. Mas as pessoas nessa luta não estavam empunhadas com armas... Elas eram as armas. O que será que elas são? Eu nunca soube da existência de pessoas assim... Mesmo com as lembranças vagas, lembro-me de já ter ouvido de meus pais que eu era normal da maneira que eu havia nascido. Claro, eu, criança, nunca entendia por que não podia usar sapatos, por exemplo. Nada servia em minhas patas. Frequentemente eu evitava usar calças também, pois incomodavam minha cauda. Espera... Acho que já estou me desviando do foco novamente. Mal sabia eu que seria lembrado do foco rapidamente...

Observando tudo aquilo, meio atônito, começo a sentir um cheiro diferente. O cheiro do perigo. Era um cheiro que me fazia perder um pouco da consciência humana. Se eu estava encurvado, observando o combate, aquele cheiro me fazia assumir uma posição animal, me deixando em posição horizontal. Começava a rosnar, sem saber bem o motivo, e tinha um alvo fechado, meu alvo era um homem próximo ao muro. Meu faro me deixava certo de que quem estivesse do lado desse cara, era o errado. Eles eram a ameaça. Mas por que eu sentia isso?

Num certo momento, o número de alvos aumentava, meu instinto predatório não deixava muito claro quem eu deveria atacar, precisava pensar um pouco. Encarando os alvos, ainda rosnando - possivelmente um rosnado já possível de ser ouvido por quem estivesse próximo - decido qual era o alvo mais fácil. E saio do lugar onde estava, correndo na direção do que estava prestes a atacar a menina que parecia estar ferida. Corro rugindo, já com as garras e as presas pra fora, na direção do tal que atacava a menina com o braço quebrado. Durante a corrida, acabo pronunciando uma pequena frase, muito rosnada, de difícil entendimento.

- Larrrrrgrrrra rrrrarrr frrrrerrrirrrrda

Atacando o perigo - primariamente com garras - tento feri-lo nos braços, tentando depois desferir uma mordida fatal na jugular. Essa mordida apenas consistiria em eu enfincar minhas presas de 20cm no pescoço do oponente, à altura da jugular. Movimento típico de um predador. Caso conseguindo resolver aquilo, tento atacar o outro que é parecido com ele, da mesma maneira, com minhas garras e com uma mordida fatal. Se possível, ainda tento atacar um terceiro da mesma maneira - à esta altura, meus instintos se afloraram a um ponto onde minha humanidade volta a reduzir, crescendo o instinto do predador. Talvez acabe devorando um deles. Isso é bem provável. Só espero que percebam que tigres não são naturais da floresta amazônica... e nem tem formas humanoides.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Krisys
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 241
Data de inscrição : 24/06/2014
Idade : 20

Suprema Card
Nome Civil: Kisen Kiya
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qua Mar 25, 2015 11:09 pm

Escuto o que o senhor Jones me diz, preciso ajudar a senhorita Esther mas ainda não posso abandonar Vrox a "deus dará", aproveito que ele está no chão e com meus pés em alta velocidade faço poeira para cega-lo momentaneamente e então aplico um chute potente em seu rim para apaga-lo ou mesmo retarda-lo, corro rapidamente em direção a primeira dama, me esquivando dos obstáculos do caminho, faço os curativos de imediato e a trato em altíssima velocidade

Agora, como diria Valzack, vamos A-R-R-A-S-A-R

Me posiciono contra o inimigo dela criando diversas ilusões afim de distrair para que a primeira dama finalize o serviço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kaboom
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 334
Data de inscrição : 16/08/2013

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qui Mar 26, 2015 10:17 am

*Não gostei nadinha do olhar que Jones trocou com a loira... Isso vai ter que ser esclarecido! Ai dele se fizer algo!

O cenário parece se inverter com vantagem nossa. Bugarski da o tira bom, Titan o tira mau... Homens, tão previsíveis...

Krisys vem em meu auxilio mas não da maneira que esperava, assim, não posso ser efetiva. E da mata densa salta um tigre humanóide que ataca o homem que me acertara. Quem seria esse bichano? Bem, devo agradecê-lo assim como devo fazer com a egípcia.

-Obrigada Kyia, mas preciso de auxilio medico também, não se esqueça ok?

-E você gatinho, muito obrigada por me defender, coisa que MEU HOMEM não fez!


Embora tenha me ajudado, não posso confiar no felino, mesmo que adore a espécie. Me mantenho então a postos, segurando minha bolsa de esferas, pronta para contra-atacar o bichano.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Suporte
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 289
Data de inscrição : 11/10/2013

Suprema Card
Nome Civil: John Mycroft
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qui Mar 26, 2015 11:47 am

A equação, é carregada de variáveis. Pouco eu podia fazer além de manter nesse jogo, aonde desviar e atacar sucessivamente era o único movimento. Eu sentia o vento em meu rosto, eu via meus olhos olhando meu alvo. Esperando por alguma chance, alguma falha que eu pudesse tirar proveito. Mas, naquele instante, o observar era em vão. Eu só podia continuar, com minha mente se recusando a parar de pensar ou analisar. Quase que não como um homem e sim, como uma maquina juntando as peças de um pensamento. Mas, em ultima analise, talvez fossemos filosoficamente seres programados de maneira orgânica e biológica.
Não, minhas reflexões não atrapalham minhas atividades empíricas. Por mais, que eu não posso e não devo afirmar isso quando o assunto são minhas memórias. Eu ainda recordo enquanto voo entre o céus, os debates e discussões que uma vez existiram na frieza do solo. Me recordo das palavras suaves e determinadas de minha amiga, apoiando de maneira firme seus ideais de diplomacia a declínio da violência. Nem a totalidade concordava, sobre tudo Guilherme. Porém, mesmo reconhecendo que meus atos nesse xadrez possam ser fortemente articulados pelo meu passado, esse dilema não cabe mais a mim. Eu não sou um herói, já provei inúmeras vezes esse ponto. Para minha pessoa, nesse agora, o violento resuma - se a um simples instrumento de meu objetivo.
Não, eu não aprecio isso. Eu não almejo a ambição de ser uma letalidade aqui. Apenas busco justificar, em caminhos lógicos, o que estou para fazer neste tabuleiro. Visando sucessivamente e cautelosamente, continuar disparando em direção ao escudo de meu oponente. Tentando ficar sempre atento para esquivar, como eu estava recentemente agindo. Uma manobra repetida e sem inteligência, é o que pode parecer. Entretanto, acredito que isso não passe uma possível miragem. De fato, o intuito dessa ação seria distrai - ló, mantê - ló ocupando enquanto, visava sutilmente, assumir uma posição mais alta. Ambiciosamente, eu planejava voar até o ponto que suas ofensivas não mostrassem mais um perigo eminente e aonde uma melhor visualização do quadro geral pudesse ser adquirida e devidamente estudada.
Sobre a possibilidade de eu ter exito neste objetivo, eu aproveitaria a altura e, teoricamente, a visão privilegiada conquistada para analisar calmamente o desenrolar do cenário. Seriamente e mudamente, locomovendo minha face e olhos para contemplar um diagnostico racional sobre nossas condições e estados. Acima de tudo, por quando eu estivesse nessa posição, eu visaria usar minhas teóricas habilidades de investigação e observação para, tentar, determinar com precisão as características e poderes de nossos inimigos, bem como tentaria também esse processo com qualquer novo elemento ou individuo que eu posso não ter notado anteriormente.      
* Independente disso, eu ainda preciso formar uma estratégia plena contra meu adversário singular nessa soma. A solução, logicamente pode está em suas próprias capacidades. Uma Barreira, pela razão, defende dos dois lados. Impede que fatores externos o prejudiquem, mas, pela causalidade esse efeito também elimina a possibilidade de ataques saírem do lado interior desse escudo. Em termos práticos, ou ele defende ou ataque. Em tese, tornando inviável fazer os dois movimentos nesse xadrez ao mesmo tempo. Assim, a reação somente pode existir no intervalo temporal entre o instante de uma investida e outra. É, obviamente, bastante eficiente contra um oponente. Por quando, transforma - se em um elemento mais desafiador contra uma quantidade consideravelmente maior.*    
Ao encerrar o pensamento, meu olhar profissional e sem emoção aparente, com meu corpo ainda visando permanecer inerte na mesma posição naquele momento, tenta concentrar meus pensamentos e foco no controle de minhas capacidades. Tentando, com foco e calma, usar minha manipulação hormonal  para atrair novamente os animais nas proximidades (Sobre tudo: Aves e exames de insertos) para atacar e distrair os oponentes em geral. O Objetivo, sendo tentar permitir que meus aliados tenham um suporte e momento de distração para investir em seus inimigos e situações.
Após isso, viso descer apenas um pouco. Tento ficar em uma posição que seja o suficiente para observar e estudar o individuo misterioso, entretanto, me permitisse ficar em uma distância segura contra possíveis futuros ataques. Atento, tentando perceber algum instante que ele baixasse suas defesas para atacar. Caso esse momento chegasse, focaria em carregar o máximo de energia possível em um disparo único, com o intuito de dispara - ló em sua direção, na esperança de eliminá - ló em um singular ato. Vale salientar, que essa atitude não desejaria causar a mortalidade do mesmo, exclusivamente almejaria deixá - ló inconsciente ou incapacitado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gadget
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 526
Data de inscrição : 18/08/2013
Idade : 29

Suprema Card
Nome Civil: Peter Heinz
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qui Mar 26, 2015 12:02 pm

As vezes você me surpreende Hugh Irenia

*De fato ele tem razão sobre o estudo do DNA dela, algo que seria bem útil para mim, mas os "direitos humanos" daqui não deixariam que eu a dissecasse em meu laboratório, a situação parece controlada, mimetismo epidérmico seria uma ótima adesão a minha nova empreitada, vou voltar aos planejamentos antigos, testes de DNA em armas, mas por que lutar ?*


Observo o campo de batalha, toda a destruição que vem sendo causada e a luta de mutantes contra mutantes

*Agora que parei para reparar, qual o sentido de lutarmos entre nos ? Esta garota do cubo de gelo, apos Hagi me ajudar a controla-la e uma longa conversa sobre os benefícios de ajudar a minha causa, que não é justa mas ainda sim vai ser uma nova realidade*

Não vejo necessidade de interferir em mais nenhuma luta apenas vou ajudar quem notoriamente precisar de ajuda, mas sem matar

_________________
ITENS:
 



A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tremor
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 259
Data de inscrição : 17/08/2013
Idade : 29
Localização : BELO HORIZONTE

Suprema Card
Nome Civil: Gregório Martinez
Itens:
Poderes:

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qui Mar 26, 2015 2:25 pm

Como imaginei esse infiel tem muita força para defender mas é muito burro, e infelizmente ele sucumbiu ao seu próprio erro que foi tentar matar um de sua própria espécie, e infringindo um mandamento sagrado da palavra de Deus, "não matarás" , peço ao senhor que receba a alma dessa pobre criatura em ceus braços e que perdoe pelo pecado que cometi para salvar a minha vida.
Percebo que não preciso caminhar ou correr para nenhuma direção, a terra me leva aonde eu quero ir, manipulo uma quantidade de terra que possa me levar aonde eu quiser dentro do campo de ação sem a necessidade de caminhar pois isso pra mim é a minha maior dificuldade, passo perto de bugarki e faço um breve comentário com ele antes ._ Estava vindo te ajudar mas vejo que você foi rápido em resolver, você ta muito nervoso ultimamente, parou de beber meu camarada?
Sigo até o muro de tenimac com minha manipulação de terra e começo a fortificar os locais aonde o muro foi arrebentado para deter outros possíveis invasores construído uma barreira em toda extensão do muro para manter quem esta do lado de fora da cidade sobre o controle dos companheiros que estão lutando, elevo a quantidade de terra abaixo de mim a uma altura que consiga ter uma visão privilegiada de tudo que esta acontecendo e me mantendo alerta para qualquer outro ataque que possa vir contra mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eagle Eyes
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 180
Data de inscrição : 24/06/2014

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Qui Mar 26, 2015 4:49 pm

Sua atacada pelas costas, minha cabeça está latejando, não sei ao certo quem nem como fez isso, mas vejo John alçando vôo.

Me volto para a direção em que ele está olhando, ele provavelmente sabe oque ou quem está nos atacando.

Com dois disparos rápidos de flechas explosivas, tento acertar o ponto onde Suporte olha.

_________________
Ficha Herói:
 


Imagem:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nexus
Membro
Membro
avatar

Mensagens : 161
Data de inscrição : 26/06/2014
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   Sex Mar 27, 2015 5:40 am

Continuo minha batalha com Copier e como se pode dizer, estávamos empatados. Até que Jinx aparece e acerta Copier. A ajuda da garota seria bem vinda. Olho com cara feia para uma garota que aparece do nada carregando algumas armas, ela parecia saber meu nome, mas nunca vi ela na vida.

Me concentro no inimigo da frente e parto com um soco giratório para cima de Copier.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: T4E13 - Sangue Novo   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
T4E13 - Sangue Novo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» T4E13 - Sangue Novo
» S.P.E. - O Novo Começo (Crônica Oficial)
» O Meio-Sangue Filho de dois deuses
» A vida de um meio sangue.
» Culto de Sangue - Entre a Serpente e a Estrela (Crônica Oficial)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Geração Suprema :: Geração Suprema - RPG :: 4° Temporada-
Ir para: